Tom Martins X As Bahias e a Cozinha Mineira

Tom Martins X

As Bahias e a Cozinha Mineira

A juventude é a alma de Tom Martins, designer de 23 anos que traz em suas criações muita clareza sobre o seu estilo. Uma das chaves do seu sucesso esta no uso indiscriminado do jeans, o que chamou a nossa atenção para esta collab. Urbano e atemporal, o tecido tem sido a alma da Martins Tom (que é a marca do Tom), que sempre preza por modelagens oversized e tamanho único.

Sobre a collab com As Bahias, a escolha de Tom foi levar ziperes para a 501®, e claro, manter os tamanhos grandes. “Reinventar peças clássicas é a minha forma de imprimir a minha personalidade, que é deixar sempre tudo mais amplo. A gente tem sempre que se reinventar”

Já do lado d'As Bahias e a Cozinha Mineira, a reinvenção se baseia em sempre romper. “Reinventar é uma busca do que já aconteceu com a sua originalidade, o que é orgânico e verdadeiro pra você. Isso vira uma reinvenção natural”.

Gabriela Mazepa X

Linn da Quebrada

Se a ideia principal dessa collab é ter um novo olhar sobre as peças originais de Levi's®, nínguem melhor que a Gabriela Mazepa para criar nas nossas telas em branco. Ela é a estilista e diretora criativa do Re-Roupa e traz em suas criações o retorno de peças encostadas para as ruas, tendo o resíduo e o excesso como matéria prima. O seu lance é se reinventar.

Gabriela teve a sua collab com a cantora Linn da Quebrada, e para ela, música e moda sempre irão se completar. “Eu vivo rodeada por música, é fundamental que o artista entenda o seu corpo como uma plataforma completa de exposição do que ele quer dizer e a roupa, claro, está ligada com isso. Tem tudo a ver fazer parte de um projeto como esse. A reinvenção é o que move o Re-Roupa, e isso é o que nos conecta, falamos de assuntos do século 21”.

Linn da Quebrada dispensa apresentações, um dos maiores nomes da representatividade da música brasileira. “As roupas, a moda, tudo isso tem um papel fundamental na nossa identidade, é através disso é que ditam e tentam construir quem somos. Acho que temos o poder de reinventar e modificar a nossa maneira de sentir e se relacionar. A estética, ela não é estática”.

Lídia Thays x

Felipe e Manoel
Cordeiro

Entre designers e projetos, encontramos a Lídia Thays, do coletivo MOOC - Movimento Observador Criativo, que age em diversas frentes com o intuito de levar novos pontos de vista e olhares através da estética, seja no design, fotografia, audiovisual ou, claro, na moda.

Aos 24 anos, ela realiza um trabalho autêntico, onde imprime a sua história e a cultura afro brasileira, jovem, feminina e plus size, ressaltando a sua identidade de diversas formas, trabalhando figuras negras e retratando essa diversidade da melhor forma possível.

E a representatividade vai além. Ela assinou o look de Felipe Cordeiro para o #501Day, fazendo a ponte entre a música e a moda. “A relação entre a música e a moda sempre existiu e vem sendo cada vez mais unificada. A arte é o maior meio para se encontrar tudo. Não se fala de moda, música ou nem de novas linguagens da publicidade sem falar de arte. Tudo se conecta e quando conseguimos explorar esse lado artístico cada vez mais autêntico é onde entra o propósito de buscar o novo e evoluir.

Sobre Felipe e Manoel Cordeiro, pai e filho tocam juntos e já se reinventaram diversas vezes musicalmente, sempre dando novas páginas para o brega, inserindo a new wave, o rock e diversas vertentes da música eletrônica. “Quanto eu misturo tecnobrega, e estou reinventando um clássico, não estou fazendo tradicional. É um sentimento de contracultura”, diz Felipe.

Rafael
Nascimento x

Fióti

A falta de um gênero específico em suas criações fez de Rafael Nascimento, uma das mentes por trás da Another Place, um dos destaques da recente leva de criadores da moda brasileira. Sua motivação para trabalhar com uma modelagem única é fazer com que quem escolha o que usar seja a pessoa, e não o designer.

“A moda é um recurso muito bom para ajudar a formar o universo da música. Criar peças exclusivas para um artista nos dá a satisfação de contar uma história visualmente e sonoramente”.

Rafael abraçou a missão de vestir Fióti no #501Day. Trazendo um pouco dos dois universos, focou no conforto e o uso da peça no dia a dia, se apoiando no visual street do cantor. Com isso transformamos uma calça 501® e uma Trucker em uma peça só, um macacão.

Reinventar é necessário, o mundo precisa andar pra frente e reinventar é evoluir. É bom trazer uma leitura atual para uma peça, dar um novo sentido, uma nova vida para um clássico.

Para Fióti a relação moda e música é intensa, cantor e fundador do Lab Fantasma, gravadora que se reinventou e se transformou em uma marca de roupas, ele diz que “a forma como você se veste é o seu primeiro cartão de visita, nós procuramos empoderar as pessoas através da roupa. Eu uso a música como movimento de transformação, gosto de usar a minha música para transformar”.

  • VTEX
  • Synapcom

Copyright © 2018. LEVI STRAUSS & CO. O pagamento e a entrega são processados pela empresa SYNAPCOM COMERCIO ELETRONICO LTDA – CNPJ 27.932.734/0001-65 – Rodovia Coronel Policia Militar Nelson Tranchesi 1730, Itapevi/SP, CEP 06696-110. A Synapcom é responsável pelos reembolsos, devoluções, cancelamentos, SAC e demais questões relacionadas ao pagamento